Leilão Virtual Tabapuã Copacabana é nesta segunda, dia 20

Leilão Virtual Tabapuã Copacabana é nesta segunda, dia 20

leilaocopacabana

No dia 20 de julho a Fazenda Copacabana promove o 12º Leilão Virtual Tabapuã  Copacabana. No total serão ofertados 30 touros, 25 novilhas prenhes e 50 jovens novilhas. Todos Tabapuã PO e com a garantia de uma seleção de 42 anos de trabalho seletivo.

A raça Tabapuã, a mais testada em provas de ganho de peso oficializadas pela Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), tem como características habilidade materna, docilidade, excelente conformação e acabamento de carcaça.  Está hoje representada por mais de meio milhão em todo o território nacional.

O cadastro para o leilão pode ser feito na Central Leilões  de Araçatuba: www.centralleiloes.com.br.  O 12º Leilão Virtual Tabapuã Copacabana será transmitido ao vivo pelo Canal do Boi.

Nesta edição a Fazenda Nossa Senhora Auxiliadora, de Valmor Stofela – convidado especial, participará do arremate.

Sobre a Fazenda Copacabana

O Tabapuã Copacabana teve seu início no ano de 1973, quando o Médico Edgard Pereira Ribeiro decidiu mudar para a atividade de pecuária de corte e escolheu a raça Tabapuã em função dos seus expressivos resultados em provas de ganho de peso,  na época chamados de “Concurso de Boi Gordo”.

O primeiro lote de 20 novilhas, 1 touro e 3 garrotes foi adquirido da Fazenda Água Milagrosa em 15.05.73, a partir do qual deu inicio ao processo seletivo com sucessivas recompras dando corpo um plantel que teve sua primeira inseminação realizada no ano de 1980, com a utilização dos touros Vinculo da Progresso, Kent da Progresso e Viamão de Tabapuã. Em 1984 foi iniciada a participação das pesagens no Controle de Desenvolvimento Ponderal (CDP) da ABCZ , que auxiliaram na geração da base para o Programa de Melhoramento Genético da raça no PMGZ.

A informatização do controle zootécnico do rebanho ocorreu no final da década de 80, sendo a Copacabana o 16 º usuário no Brasil a utilizar o sistema PROCAN, auxiliando no desenvolvimento das melhorias no seu período de implantação. A utilização da Transferência de Embriões ocorreu no inicio da década de 90, processo em que a escolha de doadoras já era auxiliada pela avaliação genética.

Com a ausência do Dr. Edgard, seus filhos Médicos Veterinários, Edson e Ederson, assumiram a propriedade em 2001, dentre as mudanças programadas foram ampliadas as preocupações com produtividade e avaliações do rebanho, sendo assim em 2002 foi realizada a primeira prova de ganho de peso, prova zootécnica até hoje utilizada em todos os machos da geração de forma a classificar o desempenho comparativo destes machos sempre em regime de pasto.

Em 2010 além do PMGZ o rebanho da Copacabana passou a ser avaliado também pela ANCP e foram incorporadas avaliações de carcaça por ultrassonografia através da AVAL. Desta forma o processo seletivo apresenta-se eternamente inacabado, e a Copacabana não mede esforços para estar sempre na vanguarda do melhoramento, de forma a entregar sempre uma genética de qualidade com resultados no dia a dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *