PNAT: animais do TDEA passam por pesagem intermediária

PNAT: animais do TDEA passam por pesagem intermediária

PNATcadastro

Seguindo o calendário da maior feira de animais avaliados do país, a quarta-feira (03) foi de mais uma importante etapa classificatória para os animais participantes do Teste de Desempenho e Eficiência Alimentar do Programa Nacional de Avaliação de Touros Jovens 2019 (PNAT). Trata-se da pesagem intermediária, que analisa o desempenho dos touros desde o início do processo até agora.

Ao todo, 168 zebuínos participam, sendo animais das raças Brahman, Nelore, Sindi e Tabapuã. “Esse, claro, é um processo muito importante, pois a partir das pesagens é que conseguimos avaliar o desempenho desses touros e classifica-los para a apresentação e votação durante a ExpoGenética. A previsão é de que metade do grupo passe para essa próxima etapa, onde serão avaliados fenotipicamente por criadores, centrais e técnicos da ABCZ”, explica Valdecir Marin, diretor Técnico da ABCZ.

A professora de Zootecnia da Fazu, Juliana Paschoal, que acompanha o processo, complementa explicando que a bateria de pesagens que os animais são submetidos ao longo da prova, é desenvolvida para o cálculo da principal medida de eficiência utilizada no teste, que é o Consumo Alimentar Residual. “Com base nas informações que obtemos, ranqueamos os animais dentro de um mesmo grupo de idade e assim acontece a classificação”, explica.

TDEA/ PNAT 2019.  Considerada a maior edição dos últimos anos, a quantidade de animais participantes no PNAT 2019 é 46% maior na comparação com a edição passada. O grupo está confinado desde o início de maio, na Fazenda Escola da Fazu.

“Temos participantes de vários estados brasileiros, como Rondônia, Piauí, Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além dos estados da região sudeste. O que buscamos aqui são animais que sejam ganhadores de peso, com eficiência no consumo alimentar, e que tenham uma boa carcaça”, destaca Lauro Fraga, gerente de Melhoramento Genético da ABCZ.

Ele relembra ainda que somando o período de adaptação com os testes propriamente ditos, a edição 2019 vai contar com 91 dias. Essa já é 10ª edição do PNAT, e vale ressaltar que nas primeiras nove edições do programa já foram distribuídas mais de 86 mil doses de sêmen.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *