‘Roda de conversa’ aborda crescimento do mercado de FIV

‘Roda de conversa’ aborda crescimento do mercado de FIV

A segunda ‘Roda de Conversa com Criadores’ deste domingo (15), durante a ExpoGenética 2021, abordou o crescimento do mercado da Fertilização In Vitro (FIV). Participaram da programação os pecuaristas Márcio Gregg, da Fazenda Rodeio Gaúcho, Guto Junqueira, do Nelore Mandi e Noé Rodrigues, do Grupo Farroupilha.

De acordo com Márcio Gregg, da Fazenda Rodeio Gaúcho, a FIV é essencial para qualquer criador que faz seleção, porque aumenta bastante a fertilidade e a funcionalidade dos animais. “Eu vejo isso como vantagens primordiais. Aqui na Fazenda Rodeio Gaúcho, nós usamos a FIV em matrizes já em final de pista, matrizes que já produziram animais superiores e também em alguns animais jovens. A FIV tornou-se uma ferramenta indispensável para o melhoramento genético”.

Guto Junqueira diz que a FIV também tem sido uma ferramenta importante para o Nelore Mandi expandir seu hall de animais superiores. “Nós usamos a FIV só em matrizes provadas, matrizes que já nos trouxeram animais superiores, inclusive matrizes a pasto, sem trato. Hoje essa ferramenta evoluiu bastante, o custo vem reduzindo e a importância dela para o melhoramento genético é enorme, inquestionável”.

Noé Rodrigues, do Grupo Farroupilha, destacou que a FIV acelera bastante o processo de melhoramento genético do rebanho. “Com a FIV, aumentamos a velocidade da disseminação da melhor genética que temos em nosso rebanho. Estamos na seleção há nove anos, e hoje fazemos bezerros com desempenho muito maior que a média. Escolhemos sempre animais mais jovens, novilhas que se destacaram, que possuem diferenciais de fenótipo. Dessa forma, estamos evoluindo cada vez mais”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *